Obrigado pelo dói-dói

Ontem à noite, e sem saberem um do outro, o J. e I. escolheram o mesmo motivo de agradecimento na oração da noite. O dói-dói que tinham tratado pouco antes!

Ouvi-los orar: “Obrigado, Senhor Jesus, pelo dói-dói e pelo curativo. Amén!” envergonhou-me perante o Senhor. Afinal, tenho (temos) tanta dificuldade em gerir as dores que surgem no caminho. Preciso aprender com eles. A ferida dói, mas passa. Faz parte do processo de aprendizagem. O curativo é suave. E, bom. O Pai consola. Encoraja. Por que não havemos de ser gratos?

Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” (1Ts.5:18)

Gratidão

O verdadeiro espírito grato  expressa-se nas mais pequenas coisas. Oração do J. ontem à noite:

“Obrigado, Senhor Jesus, por este dia que me deste. Amém! (…pausa…) E obrigado pela minha caminha, do J., Amém!”

Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”  1 Tessalonicenses 5:18