Faz um “zoom” na tua vida

 

Tudo parecia correr bem em mais um dia na LegoCity...
Tudo parecia correr bem em mais um dia na LegoCity…
De repente, tudo fica em sobressalto. Há um incêndio a por em perigo a vida de um cidadão!
De repente, tudo fica em sobressalto. Há um incêndio a por em perigo a vida de um cidadão!
Afinal, o cidadão era um desonesto ladrão que se escondeu numa casa em ruínas!
Afinal, o cidadão era um desonesto ladrão que se escondeu numa casa em ruínas!
Incêndio apagado! Ladrão capturado! Tudo corre bem na LegoCity...
Incêndio apagado! Ladrão capturado! Tudo corre bem na LegoCity…

Nem sempre o que parece é. Muitas vezes um olhar mais atento permite-nos ver e entender as coisas de outra maneira, mais verdadeira. Com esta pequena história que construí com os meus filhos quero desafiar-te a examinar o teu coração. Faz um zoom à tua vontade, às intenções, aos sonhos e planos, à imagem que projectas para os outros até chegares à verdade. Lembra-te que é assim que Deus olha para ti.

Porventura não esquadrinhará Deus isso? Pois ele sabe os segredos do coração. Salmos 44:21

Ética no trabalho :: Devocional

1.Maio :: Provérbios 22:29

Considero este texto apropriado ao dia que hoje se comemora – o Dia do Trabalhador. O direito ao trabalho é considerado como fundamental. Não só o direito ao trabalho, mas a um trabalho digno, justamente remunerado, com condições de segurança e dignidade pessoal e profissional. Temos até uma expressão cunhada por Max Weber, que entretanto se tornou popular, que diz: “O trabalho dignifica o Homem.”

Apesar disso, ao olharmos para o contexto profissional que nos envolve, parece que se faz tábua rasa deste conceito. A dignidade dada pelo trabalho já não vem do mérito pessoal e profissional, mas muitas vezes de vias travessas, meandros escusos em que a corrupção, amiguismo, favorecimentos, títulos, aparência, etc. têm precedência sobre o fundamental.

Deus, no entanto, refoca-nos no essencial: o homem diligente, cioso do seu trabalho, será reconhecido e recompensado.

  1. Como competir justamente, aplicando uma ética cristã, num cenário como este?
  2. Já alguma vez te sentiste prejudicado por causa dos teus valores? Como é que isso te fez sentir? Como reagiste nessa situação?
  3. Ser honesto e íntegro, compensa mesmo?

Erros do coração :: Devocional

11.Mar :: Provérbios 4:23-27

“Os erros e as dúvidas da inteligência desaparecem mais depressa, sem deixar rasto, que os erros do coração; desaparecem não tanto em consequência de discussões e polémicas como graças à lógica iniludível dos acontecimentos da vida viva, que às vezes trazem consigo o verdadeiro escape e mostram o caminho adequado, senão logo, na primeira altura, num prazo relativamente breve, em certas ocasiões, sem haver necessidade de se esperar pela geração seguinte. Com os erros do coração o mesmo não sucede. O erro do coração é de maior monta; significa que o espírito frequentemente, o espírito de toda a nação, está doente, sofre de qualquer contágio e não poucas vezes essa enfermidade, esse contacto, implicam tal grau de cegueira, que toda a nação se torna incurável… por mais tentativas que se façam para a salvar. Pelo contrário, essa cegueira desfigura os factos a seu talante, deforma-os segundo as delirantes visões do espírito doente e até pode suceder que toda a nação prefira ir para a ruína conscientemente, quer dizer, conhecendo já a sua cegueira, a deixar-se curar… pois já não quer que a curem.”

Fiodor Dostoievski, in “Diário de um Escritor”

  1. O que significa “guardar o coração”?
  2. Define estratégias práticas para alcançar esse objectivo.
  3. O texto descreve uma vida íntegra. Conheces alguém próximo que seja o reflexo deste texto? Coloca essa pessoa como exemplo para ti, e procura aprender com ela o caminho da integridade.