Faz um “zoom” na tua vida

 

Tudo parecia correr bem em mais um dia na LegoCity...
Tudo parecia correr bem em mais um dia na LegoCity…
De repente, tudo fica em sobressalto. Há um incêndio a por em perigo a vida de um cidadão!
De repente, tudo fica em sobressalto. Há um incêndio a por em perigo a vida de um cidadão!
Afinal, o cidadão era um desonesto ladrão que se escondeu numa casa em ruínas!
Afinal, o cidadão era um desonesto ladrão que se escondeu numa casa em ruínas!
Incêndio apagado! Ladrão capturado! Tudo corre bem na LegoCity...
Incêndio apagado! Ladrão capturado! Tudo corre bem na LegoCity…

Nem sempre o que parece é. Muitas vezes um olhar mais atento permite-nos ver e entender as coisas de outra maneira, mais verdadeira. Com esta pequena história que construí com os meus filhos quero desafiar-te a examinar o teu coração. Faz um zoom à tua vontade, às intenções, aos sonhos e planos, à imagem que projectas para os outros até chegares à verdade. Lembra-te que é assim que Deus olha para ti.

Porventura não esquadrinhará Deus isso? Pois ele sabe os segredos do coração. Salmos 44:21

10 Passos para uma Vida Feliz

“Bom é que o coração se fortifique com graça.”
Hebreus 13:9

Todos queremos uma vida melhor. Mais feliz. Mais significativa. Queremos um coração cheio. Já todos (ou, quase) entendemos que a vida se faz com algo mais do que dinheiro, coisas, fama ou sucesso. Conhecemos quem tenha tudo isso e não saiba o que é viver. O coração, sede do que somos, das emoções, dos sonhos e das vontades, encontra satisfação em coisas inesperadas, quase sempre simples, sem preço e ao alcance de qualquer um. O que o coração precisa é Graça.

Ao estilo dos best-sellers de auto-ajuda, e inspirado no texto de Hebreus 13, proponho um caminho de 10 passos para uma vida cheia e com sentido.

1. Cultiva a Amizade.

No momento da criação Deus declarou: “Não é bom que o homem esteja só.” (Gn.2:18) Deus criou-te como um ser relacional. Constrói amizades genuínas, duradouras e que te permitam desenvolver todo o teu potencial. (Ec.4:9) Numa era em que acumulamos amizades virtuais o apelo ao amor fraternal é urgente. Põe o amor como a base sólida desses relacionamentos.

2. Mi casa es tu casa.

Faz da tua casa um lar. A família é um pilar fundamental da felicidade. Honra os teus pais. Respeita os teus filhos. Ama os teus irmãos. (Cl.3:17-21) Abre as portas para acolher os que precisam de conforto. Se o teu lar for o ponto central dos teus relacionamentos encontrarás um equilíbrio emocional, social, psicológico que se estenderá aos que te rodeiam.

3. Vive “com+paixão”!

A dor é parte da vida. Todos procuramos fugir do sofrimento, pois ele nos lembra da nossa miséria. Viver “com+paixão” é não olhar para o sofrimento do outro com indiferença. Não permitas que o teu coração se endureça. Alcança o outro no seu sofrimento. (Lc.10:25-37) Vais ver que suavizar as dores alheias é um bálsamo suave para a alma.

4 . Dá-te pelos outros.

Leva a tua compaixão à acção. Sê misericordioso. Chora com os que choram. (Rm.12:15)  Sai da tua zona de conforto e dá o teu tempo, dinheiro, talento e força em favor de quem precisa. O altruísmo é a expressão máxima da abundância de amor do teu coração. E, a matemática do coração é paradoxal – quanto mais repartes, mais tens.

5. Busca a pureza.

A sensualidade é um apelo poderoso ao teu corpo. E, aparentemente, um caminho fácil para o prazer disfarçado de felicidade. Se realmente houvesse nisso felicidade a taxa de divórcios não seria superior à de casamentos, o aborto não seria a solução final, as DST (doenças sexualmente transmissíveis) não destruiriam tantas vidas, os antidepressivos não seriam os medicamentos mais vendidos, o suicídio não seria a resposta para os desgostos amorosos. Aquilo que só dá prazer à carne não pode alimentar o espírito. Guarda o teu corpo. Goza a tua sexualidade dentro do padrão que Deus propõe. (1Ts.4:4)

6. Exercita a frugalidade.

As coisas têm um fascínio poderoso sobre nós. A publicidade cria necessidades artificiais que nos levam a dirigir todo o nosso esforço para TER em vez de SER. Aprende a viver com o que tens. Simplifica as tuas opções. Sê o senhor das tuas coisas, e não o contrário. (1Tm.6:10)

7. Ouve os teus líderes espirituais.

A espiritualidade é parte essencial da vida. És um ser espiritual. A noção de eternidade foi implantada no teu coração pelo próprio Deus. (Ec.3:11) Para que O buscasses. Aprende com os teus líderes espirituais. Ouve os seus conselhos. Obedece a sua orientação. Eles foram levantados por Deus para ser uma benção na tua vida. A sua experiência com Deus deve ser um estímulo ao teu próprio crescimento espiritual.

8. Firma as tuas convicções.

Busca a verdade e ela te libertará. (Jo.8:32) Enquanto andares sempre a mudar de opinião não poderás desenvolver as raízes que potenciarão o teu crescimento. Qualquer brisa te arrancará do lugar. (Cl.2:6-8) Estuda a Palavra de Deus. Firma as tuas convicções. Vive por elas. E, lembra-te: no dia em que puseres em causa uma só coisa daquilo que está escrito, argumentando segundo a tua conveniência, toda a tua fé será irremediavelmente posta em causa.

9. Cresce na Fé.

Desenvolve um relacionamento vivo com Deus. A base desse relacionamento é o sacrifício que Jesus Cristo fez na cruz em teu lugar. Ele pagou o preço do teu pecado. Ele esmagou a Satanás. Ele venceu a morte. (Hb.2:14) Ele ressuscitou para te capacitar a viver uma vida de santidade e de adoração a Deus – propósito para o qual foste criado. (Rm.7:4, 2Cor.5:15) Nunca te esqueças disso. Volta a este fundamento sempre. Para que cresças.

10. Sê generoso.

Deus deu o melhor que tinha por amor de ti. Quando dás o melhor de ti pelos outros revelas o carácter de Deus. Sê generoso. Amplia o teu coração. Olha para o mundo com os olhos de Deus. Deixa que Ele que ensine que melhor coisa é dar do que receber. (At.20:35)

O caminho do sucesso :: Devocional

12.Maio :: Provérbios 25:2-7

Todos procuramos o caminho do sucesso. Esforçamo-nos para atingir os nossos objectivos, alcançar o reconhecimento dos outros e a aprovação de Deus. Por vezes, é difícil perceber qual o melhor caminho a seguir. Deus dá-nos 3 conselhos:

  • Coração no lugar certo – entender que as nossas motivações não são sempre boas, mas que buscando o Senhor encontraremos o caminho da honra.
  • Coração guardado – escolher as nossas companhias e influências revela-se determinante no resultado da nossa fé. O que os olhos vêem, os ouvidos ouvem e a mente é levada a pensar é o leme que dirige as nossas decisões.
  • Coração humilde – a humildade é o caminho da grandeza, ao passo que a vaidade conduz à desgraça. Nem sempre é fácil fazer esta escolha, principalmente no mundo competitivo em que vivemos, mas, os resultados dessa decisão podem revolucionar a nossa vida.
  1. Examinando a tua vida reconheces alguma destas qualidades? Como é que ela(s) têm sido evidentes?
  2. O que podes fazer para desenvolver as que ainda te faltam?
  3. O conselho de Deus parece ir em sentido contrário ao que o Mundo ensina. Como poderemos viver a vontade de Deus e sobreviver no conteto social em que estamos inseridos?

O maior anseio de Deus :: Devocional

6.Maio :: Provérbios 23:26

“O consumo está sempre ligado a objectos desejados. Consumimos o que queremos ter para nós. Uns ténis, um jogo, um carro, uma bolsa, uns sapatos, uma camisa, etc. O que nos move na direcção deste querer Ter ? Porque acreditamos que tendo o objeto desejado, nós Seremos mais felizes… Observem que estamos a falar de dois verbos: o verbo TER e o verbo SER. Ao TER o que queremos, SERemos mais…felizes!!! Esta é a primeira fórmula que eu queria mostrar: o TER promete transformar o SER.” (Artur Scarpato, psicólogo clínico sobre o consumo compulsivo)

Muitas vezes transportamos para o nosso relacionamento com Deus o mesmo comportamento. Pensamos que TER as atitudes certas é suficiente para SERmos agradáveis a Deus. Carregamo-nos de boas obras: comparência nos cultos, esmolas, visitação, linguagem sã, evitar pecados, etc. Todas essas coisas são obviamente boas e devem abundar nas nossas vidas. Mas, não é isso, por si, que nos fará agradáveis a Deus. O que Deus pede de ti, o que Ele anseia mais do que tudo é o teu coração.

A entrega do teu coração a Deus significa que te rendes completamente à Sua vontade. Essa é a melhor expressão de Amor que podes ter para com Deus.

  1. Será que tens tentado substituir a rendição do teu coração a Deus por outras coisas, ainda que sejam boas obras? Reflecte sobre isso e derrama o teu coração perante o Senhor.

Erros do coração :: Devocional

11.Mar :: Provérbios 4:23-27

“Os erros e as dúvidas da inteligência desaparecem mais depressa, sem deixar rasto, que os erros do coração; desaparecem não tanto em consequência de discussões e polémicas como graças à lógica iniludível dos acontecimentos da vida viva, que às vezes trazem consigo o verdadeiro escape e mostram o caminho adequado, senão logo, na primeira altura, num prazo relativamente breve, em certas ocasiões, sem haver necessidade de se esperar pela geração seguinte. Com os erros do coração o mesmo não sucede. O erro do coração é de maior monta; significa que o espírito frequentemente, o espírito de toda a nação, está doente, sofre de qualquer contágio e não poucas vezes essa enfermidade, esse contacto, implicam tal grau de cegueira, que toda a nação se torna incurável… por mais tentativas que se façam para a salvar. Pelo contrário, essa cegueira desfigura os factos a seu talante, deforma-os segundo as delirantes visões do espírito doente e até pode suceder que toda a nação prefira ir para a ruína conscientemente, quer dizer, conhecendo já a sua cegueira, a deixar-se curar… pois já não quer que a curem.”

Fiodor Dostoievski, in “Diário de um Escritor”

  1. O que significa “guardar o coração”?
  2. Define estratégias práticas para alcançar esse objectivo.
  3. O texto descreve uma vida íntegra. Conheces alguém próximo que seja o reflexo deste texto? Coloca essa pessoa como exemplo para ti, e procura aprender com ela o caminho da integridade.