Uma questão de Fé

“Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Ele, pela sua grande misericórdia, deu-nos uma vida cheia de esperança por meio da ressurreição de Jesus Cristo, e prometeu-nos uma herança que não pode destruir-se, nem perder o valor, nem estragar-se. É a herança que Deus vos reservou no Céu.” (1Pedro1:3-4)

fé

Quando uma notícia é boa demais temos dificuldade em aceitá-la. Demoramos um tempo a reagir, revendo na cabeça as palavras que ouvimos só para ter a certeza que ouvimos bem. Ficamos em êxtase, sem crer que é mesmo verdade. Recusamo-nos a viver por antecipação enquanto não tivermos nas mãos a prova física e palpável das boas novas. Ver para crer. Afinal, não somos assim tão diferentes de Tomé.

Ele foi o late bloomer* do grupo mais íntimo de Jesus. Tomé recebeu a notícia do sepulcro vazio junto com os outros discípulos. As mulheres, pela manhã, tinham ido ao túmulo para preparar o corpo do Senhor, pois tinha sido sepultado à pressa. Encontraram a pedra rolada, e um túmulo vazio. Pedro e João, recebendo as notícias foram os primeiros a verificar as palavras das mulheres. João, viu e creu. (João 20:8) Maria Madalena, voltou ao Jardim e encontrou o Mestre. (João 20:18) Ela foi testemunha perante os discípulos de que o Autor da Vida vencera a Morte. Estou certo que os discípulos, todos eles, incluindo Tomé, foram ver os panos deixados para trás no sepulcro vazio. Os discípulos, todos eles, excepto Tomé, viram o Senhor aparecer no meio deles. E creram. (João 20:19-22) Todos, menos Tomé. Ele era o único do grupo íntimo de Jesus que ainda não O tinha visto ressuscitado.

As palavras do testemunho dos seus amigos. A comprovação do sepulcro vazio. Tudo parecia bom demais. Difícil demais. Improvável demais. Tomé precisava, como nós, ver para crer.

Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.” (João 20:25)

Somente uma semana mais tarde Jesus reapareceu aos discípulos. Tomé estava presente. Depois de uma semana de dúvidas, certamente de angústia por não ter a sua fé confirmada, Tomé cai aos pés de Jesus e humilha-se: “Senhor meu, e Deus meu!” (João 20:28) Apesar de Jesus estar ressurecto há uma semana só a partir dali Tomé viveu e experimentou o poder transformador da ressurreição.

Tal como Tomé, é possível que estejas a negar e a desperdiçar o poder da ressurreição. Examina-te a ti mesmo e vê se os sinais da fé estão presentes e atuantes na tua vida.

  1. A ressurreição de Jesus faz-te bem-aventurado. Jesus disse a Tomé que eram bem-aventurados aqueles que não vendo, criam. (João 20:26) A fé não é confirmada com os nossos sentidos, mas, no espírito. Uma fé viva faz de ti uma pessoa bem-aventurada. Feliz, realizada, em paz consigo e com Deus, equilibrada, gozando em pleno as bençãos de Deus. Negar a fé lança-te nas garras da dúvida e do medo, e rouba toda a tua esperança. Crê, e a presença do Cristo ressurecto e o Seu poder serão uma realidade tangível na tua vida.
  2. A ressurreição de Jesus traz-te nova vida. Tendo a fé firmada em Cristo, na Sua morte e ressurreição, tu sabes que “como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andamos nós também em novidade de vida.” (Romanos 6:4) Como Pedro disse: “Ele nos gerou de novo“. (1Pedro 1:3) A realidade do novo nascimento é possível por causa da ressurreição. Se crês, nasceste para uma nova vida, repleta de esperança e do poder de Deus, em plena liberdade para conhecer, amar e servir o Senhor que te Ama “de tal maneira”.
  3. A ressurreição garante o teu futuro. A esperança da nova vida aponta para o futuro. Um futuro garantido por Deus. Uma herança. (1Pedro 1:3-4) A vida eterna não é, no entanto, conjugada em tempos futuros. É para ser vivida hoje, aqui e agora, à luz daquilo que sabemos que nos espera. É assim que eu posso, se creio, olhar para os problemas e tribulações do Hoje, como leves e momentâneos. É assim que posso, se creio, vencer a tentação e negar-me a mim mesmo, por que vejo O invisível, e aguardo a herança que está guardada para mim. É assim que vivo o abundante gozo da minha salvação, porque a tenho por certa e inabalável, por causa Do que prometeu. Se crês, nunca serás refém do passado, nem do presente.
É uma questão de Fé. Porque “sem fé é impossível agradar-Lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que O buscam.” (Hebreus 11:6)
________________________________________________________________________
* late bloomer é uma expressão inglesa que define uma pessoa cujos talentos e capacidades se desenvolvem mais lentamente do que os seus pares, mas, mais tarde, revela talentos ou génio numa determinada área.
Anúncios

A Alvorada de uma nova Vida

O grande contraste do Calvário é entre o tenebroso coração pecaminoso do Homem, cheio de horrores e violência contra Deus, e, o coração amoroso, justo, e misericordioso de Deus.

A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis;
A este que vos foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos.
Atos 2:22-23

Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida.
E matastes o Príncipe da vida…
Atos 3:14-15

Aquilo que parecia ser um irremediável revés ao plano de Deus – afinal, o Seu Enviado tinha sido rejeitado e assassinado – foi transformado gloriosamente na melhor notícia para toda a Humanidade.

“pelo determinado conselho e presciência de Deus” (At.2:23)

Deus escolheu o caminho difícil do sacrifício. Escolheu porque antevia o fruto que daí resultaria. (Is.53:10-11) Jesus foi a oferta pelo pecado que eu e tu precisávamos para nos tornarmos aceitáveis para Deus. O fruto dessa oferta são as nossas vidas redimidas, perdoadas, justificadas. A Justiça e o Amor de Deus são conciliados na cruz. Eternamente. Mas, o plano de Deus é ainda mais glorioso do que isso.

Ao qual Deus ressuscitou, soltas as ânsias da morte, pois não era possível que fosse retido por ela.
Atos 2:24

O Autor da vida não podia ser vencido pela morte. A pedra do túmulo foi rolada. Os panos removidos. E, as entranhas do sepulcro devolveram o Eterno, o Rei da Glória. Maria Madalena, Salomé, Maria, mãe de Tiago, Joana, Pedro, João, os restantes discípulos, incluindo Tomé, e mais de quinhentos irmãos testemunharam o Cristo Ressurecto. (Mt.28Mc.16; Lc.24; Jo.20,21; 1Cor.15:3-8)

Deus O exaltou (At.2:33,36; Fl.2:9-11) e Lhe confiou o poder de julgar com justiça. Ele que pagou o preço pelos pecados do Homem, julgará o Homem pela sua decisão em relação ao Seu sacrifício.

O Homem tenta fazer-se agradável a Deus de muitas maneiras, mas o padrão de Deus é exigente demais.

Quem subirá ao monte do SENHOR, ou quem estará no seu lugar santo?
Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.
Este receberá a bênção do SENHOR e a justiça do Deus da sua salvação.
Salmos 24:3-5

Nenhum Homem pode atingir a exigência de santidade de Deus. Nenhum, excepto Cristo. Aquele que nunca pecou. Em quem nunca se achou engano. Depois do Seu sacrifício Ele pode apresentar-se na presença do Pai e dizer: “Está consumado!”.

Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória.
Salmos 24:7

Ele pode entrar no lugar Santo. Ele é o Rei da Glória. E nós entraremos com Ele quando nos arrependermos dos nossos pecados e O confessarmos como Senhor.

E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?
E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;
Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.
Atos 2:37-39

Temos um Salvador vivo. Um Senhor que vive para sempre. Que reina. E reinará. Que intercede por nós. Que se compadece. Que está connosco até à consumação dos séculos. Que nos guarda. Que toma a nossa defesa. Que nos prepara um lugar na Sua presença. Que nos reveste de justiça. Que voltará para julgar em justiça. Por que Ele vive, podemos ter esperança.

Esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo.
Atos 2:36