Grandes coisas

Temos um Deus grande e que faz grandes coisas. É importante não perdermos de vista, e do coração, estas duas realidades. Trazer na memória a obra que Deus tem realizado nas nossas vidas fará de nós melhores pessoas, melhores servos, melhores crentes, e melhores filhos. (Rm.12:1-2)

A uma grande salvação, dada de graça e por Graça em Jesus Cristo, soma-se um grande conhecimento, vedado aos sábios deste mundo, mas, revelado aos simples pela fé. A salvação traz consigo o grande privilégio de servir ao único Deus Vivo e Verdadeiro, e, tal privilégio reveste-se da grande responsabilidade de ser embaixador do Deus que convoca a todo o Homem a que se arrependa e creia em Cristo para salvação. E, se a vida se agiganta para nós em provas e tribulações também sabemos que temos em Cristo uma grande esperança de glória e redenção final para estarmos com Ele para todo o sempre.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se pretender guardar o arquivo áudio clique aqui.

Outros arquivos em Pregações.

Além dos limites

Os Jogos Olímpicos são a maior competição desportiva do planeta. Durante os Jogos centenas de atletas, de quase todos os países do mundo, testam os seus limites, e espantam o mundo com os seus feitos. O desejo de conquistar uma medalha leva-os a fazer grandes sacrifícios, a superar a dor, e a nunca desistir.

Usain Bolt, atleta jamaicano, compete nas categorias de velocidade, e é o homem mais rápido do mundo. Este ano correu os 100m em 9,63 seg., a uma velocidade média de 37,38 Km/h. O Jornal Expresso fez uma análise comparativa de todas as finais da história dos Jogos Modernos e o resultado é surpreendente. Se todos os atletas corressem hoje, Bolt deixaria o lendário Carl Lewis (1988) a quase 3 metros, Jesse Owens (1936) a 6,50 metros, e Thomas Burke (1896) a uns longínquos 20 metros!

Feitos que no seu tempo foram considerados históricos e inultrapassáveis são esmagados com naturalidade alguns anos depois. É esse o resultado de não nos conformarmos com o que já foi alcançado.

Quando vi esta notícia lembrei-me imediatamente da nossa experiência cristã. Quantas vezes não ficamos descansados (leia-se: conformados) com o que já recebemos ou fizemos para o Senhor? Quantas vezes não olhamos para os grandes heróis da fé e pensamos que nunca seremos como eles? Esquecemos porventura o que a Bíblia diz: “Em Deus faremos proezas!”? (Sl.108:13; Sl. 60:12)

Levanta os olhos, e mira o alvo. (Hb.2:1,2) Esforça-te. Sacrifica-te. Entrega-te. (Hb.12:3,4) Não desistas. (Hb.12:12) Transforma-te. (Rm.12:1,2; 2Cor.3:18)

São tantos os exemplos de homens e mulheres que marcaram a sua geração porque se entregaram nas mãos de Deus. Treze homens revolucionaram o mundo com a mensagem do Evangelho. (At.17:6)  Imagina o que Deus poderá fazer com uma geração verdadeiramente comprometida com a Sua Glória!

Não te acomodes! Ousa e vence em Cristo e por Cristo!

Sacrifício aceitável :: Devocional

23.Abr :: Provérbios 21:2-3

Os Israelitas, o povo escolhido de Deus, tinham recebido do Senhor instruções claras sobre como lidar com o pecado. Havia uma ordem estabelecida de sacrifícios apresentados pelos sacerdotes no templo. Assim, cada homem ou mulher poderia estar em paz com Deus porque havia uma solução para os seus fracassos.

O coração deles, no entanto, rapidamente perverteu a oportunidade de Graça e Misericórdia que Deus lhes estendia. Começaram a olhar para os sacrifícios como uma solução tipo penso-rápido. Não importava muito como eles viviam porque depois podiam sempre apresentar um sacrifício e ficava tudo bem. Como eles estavam enganados!

Para Deus é mais importante o coração. Um coração rebelde não pode apresentar um sacrifício aceitável. E, aquilo que está no nosso coração traduz-se nas nossas acções. Por isso, aquilo que fazemos – fruto do que há no nosso coração – e aquilo que honestamente sentimos perante Deus é mais importante do que os rituais exteriores de santidade.

  1. Fazendo uma análise honesta do teu relacionamento com Deus achas que já caíste no mesmo erro dos Israelitas?
  2. O que significa “abusar da Graça de Deus”? Que consequências isso tem para ti?
  3. Manter presente no teu coração o sacrifício de Jesus Cristo por ti é o maior estímulo à santidade. (Rm.12:1-2) Faz uma pausa para meditar no Amor provado por Deus ao entregar o Seu Único Filho, Jesus Cristo, para pagar o preço da culpa dos teus pecados, para que agora pudesses ter Vida, Perdão, e Esperança!

Real ou virtual? :: Devocional

22.Abr :: Provérbios 21:1

A imagem de um rio a correr desperta em nós sentimentos de liberdade e possibilidades infinitas. O rio corre por onde quer, avança obstáculos, toma posse dos lugares. É imparável. Gostávamos de ser como um rio.

É curioso como Deus tem uma percepção diferente. Aos olhos de Deus, o rio não tem vontade própria. Corre por onde lhe é permitido correr. O seu trajecto pode ser mudado conforme as vontades. No fundo, a sua liberdade é condicional à vontade de outros mais poderosos do que ele.

Assim é o nosso coração. Ele clama por liberdade, individualismo e independência. A realidade é que estamos nas mãos de Deus. Não podemos escapar aos limites que Ele nos impõe. Ás vezes, Deus deixa-nos correr livremente. Outras, trava-nos o ímpeto. O objectivo? Levar-nos ao lugar da Sua vontade. E a Sua vontade é boa, perfeita, e agradável. (Rm.12:1-2)

  1. Já sentiste a mão de Deus a dirigir a tua vida? Como foi essa experiência – relata e medita no que sentiste nesse momento e qual é a tua percepção agora.
  2. Se o coração dos Homens está nas mãos de Deus, incluindo o dos governantes, como explicar o mundo em que vivemos?
  3. Qual é a tua percepção sincera sobre a vontade de Deus? É a de Romanos 12 ou é diferente?