Pés formosos :: Devocional

10.Maio :: Provérbios 24:11-12

“No mês em que Yulianus Abarude e eu visitamos o Mamberamo Ocidental, parte de uma extensão da selva pantanosa com metade do tamanho da Grã-Bretanha, eu pisei em um Death Adder, fui ameaçado com flechas, e tive de ser puxado para fora da lama profunda que me dava pela cintura por dois homens depois de eu ter afundado, e fiquei preso ao atravessar um pântano de secagem. Nós caminhamos durante 12 horas por dia, dias a fio, através de uma extensão verde (uma região de topografia “leitura em branco”). Nós desenvolvemos erupções onde as nossas mochilas esfregavam os ombros e bebemos água filtrada directamente de pântanos fedorentos. Meus pés romperam para fora da frente dos meus sapatos, a sola do meu sapato direito eventualmente rasgou completamente. A unha do meu dedão do pé esquerdo simplesmente caiu um dia. E como cheirávamos mal! Um odor doentio-doce, acho que pode ter sido fermentação. Uma vez, tivemos que subir de mão em mão enquanto subíamos uma montanha lamacenta, utilizando cipós da selva para puxar-nos para cima. Nós caímos muitas vezes, deslizando sobre pedras viscosas, galhos de árvores quebrados, e encostas barrentas. À noite, nós lavavamos os membros doridos em rios de água barrenta, limpávamos as bolhas, e tentavamos limpar nossas roupas para viajar no dia seguinte.

Agora, imagine isso: É noite e Yulianus está sentado ao redor da fogueira orando. Apesar de todas as dificuldades que estavamos enfrentando, o que foi a oração de Yuli? Foi uma oração sincera de agradecimento a Deus por nos dar a oportunidade de visitar estas áreas interiores. Alegria e entusiasmo em ser usado por Deus. Aquecido por estas petições também despertei o meu próprio sentimento de gratidão a Deus ao ouvi-lo. Ele aflito com as perdas em Fona, mas nunca se queixou uma vez sobre o seu próprio cansaço. Ele agradeceu a Deus pelo privilégio: “Obrigado Pai por me deixar estar aqui.”

Havia muitos episódios memoráveis ​​desta caminhada. A memória mais emocionante desta viagem, porém, foi a noite que Yuli chorou abertamente ao redor da fogueira.

Dos vários objectivos desta jornada, uma era encontrar um homem Bauzi local que pudesse ler, um dos poucos em toda a região, e colocar um recém-traduzido evangelho de Mateus em suas mãos. Encontramos não só ele, mas também uma das poucas mulheres que sabiam ler, também. Na pequena aldeia de Fona, reunimos com a luz da fogueira para celebrar e ouvir o Evangelho lido na sua própria língua.

Quando eu olhei, Yulianus estava chorando – não apenas algumas lágrimas, mas abertamente chorando.

Ele disse que tinha vergonha de chorar, porque ele estava tão feliz ao ouvir esses moradores ler a Palavra de Deus na sua própria língua, e admirou-se de que Deus assim o tivesse querido que, de todas as pessoas que poderíamos ter encontrado na trilha, Ele nos levou direto para dois dos poucos que sabiam ler em toda a região – uma providência extraordinária. “Mas”, Yuli disse: “Essas pessoas estão muito longe daqui, na extremidade ocidental e aqui estão dois que podem ler … e eles têm a Palavra de Deus na sua própria língua. Quanto tempo deve esperar o meu próprio povo?”
Lembro-me de Yuli enxugando o rosto com os dedos longos e repetindo novamente: “Quanto tempo deve esperar o meu povo?” ”

(Extraído do testemunho de Trevor Johnson, em HeartCry Missionary Society)

  1. Quão grande é a tua paixão pelos perdidos?
  2. Estás disposto a pagar o preço para fazer Cristo conhecido?
  3. O que dirás a Deus quando Ele te perguntar o que fizeste com o Evangelho que te foi confiado?
Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s