O que fazer quando os desafios que enfrentamos são maiores do que nós? Um dia todos nós teremos que enfrentar o nosso Golias, e, então que faremos? A visão horrenda do monstro que se agiganta perante nós, empunhando armas que não temos capacidade para combater, faz-nos encolher de medo e desistir. Nesses momentos percebemos muito bem a nossa fragilidade, despimo-nos de vaidades, sobrancerias, orgulhos e presunções. As nossas pequeninas armas nada podem para nos proteger.

image

Quando o pequeno Davi chegou ao campo de batalha a fim de visitar os irmãos foi assim que os encontrou. A eles, e a todo o povo. Quem poderia enfrentar Golias? Mas, em poucos minutos o menino-pastor já tinha tomado uma decisão que mudaria o resto da sua vida. Ele, o único não-soldado naquela guerra, dispõe-se a enfrentar o gigante. E, venceu-o! Qual o segredo de Davi?

1. Ele amava a Deus. O amor de Davi para com Deus era tão grande que ele não podia suportar todas as blasfemias que saíam da boca de Golias. Tal como uma criança que não admite que falem mal do pai, assim era Davi.

2. Ele tomou a ofensa a Deus como uma ofensa pessoal.

3. Ele não confiou em si. Que outro motivo o levaria a enfrentar o gigante com 5 pedrinhas?

4. Ele não buscou a sua glória, mas a de Deus.

Davi tinha um segredo. Ele sabia que,

“as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus, para demolição de fortalezas; derribando raciocínios e todo baluarte que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo; e estando prontos para vingar toda desobediência, quando for cumprida a vossa obediência.” (2Coríntios 10:4-6)