Até onde?

Hoje ando com um pensamento que não me sai da cabeça. “Até onde estás disposto a ir na defesa da tua fé?”

É fácil expressarmos a fé quando estamos sós, com outros cristãos ou na igreja. Em contextos mais hostis, no entanto, essa tarefa torna-se mais difícil. Exige coragem, ousadia e convicção genuína. E, quando a nossa vida é colocada em risco?

A vermelho estão representados os países onde há perseguição activa contra os cristãos.

Em todo o mundo milhares de pessoas fazem grandes sacrifícios pessoais por causa da sua fé. Não vivem em contextos de liberdade religiosa como nós. Perdem empregos, família, saúde, liberdade e até a vida por se recusarem a negar a Cristo. Sim, HOJE esta ainda é a realidade de muitos cristãos. Estamos tão confortavelmente sentados nos bancos das nossas igrejas bonitas, com ambiente climatizado, sistema de som, grupos de louvor, páginas na internet, actividades regulares, etc., que temo que percamos de vista o preço que o verdadeiro discípulo tem que pagar pelo amor ao seu Senhor.

Não quero dizer com isto que devemos negar os benefícios de viver num país onde podemos expressar a nossa fé livremente. Mas, não podemos instalar-nos tão confortavelmente que percamos de vista o propósito para o qual fomos chamados. Se não somos, muitas vezes, capazes de testemunhar ao nosso vizinho ou amigo, como reagiríamos de alguém nos apontasse uma arma e dissesse: “Cristo ou vida?”

Que o Senhor nos ajude e desperte nos nossos corações uma convicção de fé tão profunda e genuína que nos seja tão natural e essencial como o respirar. Que a convicção sobre a excelência do nosso Salvador amado se sobreponha sempre à avaliação que fazemos do custo por segui-lO.

Disse Jesus:

E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.
Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará.
Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?
Ou, que daria o homem pelo resgate da sua alma?
Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.
(Mar.8:34-38)
Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s