Quando regressava a casa, pelo mesmo caminho de sempre, fui tomado de um sentimento de êxtase. O rádio tocava música cristã e eu estava em adoração. Ao abstrair-me da rotina descobri o mundo fantástico que Deus criou.  Vi cenários lindos, aves fantásticas, cores a pintar o céu, vida… muita vida por toda a parte. E pensei: “Como é possível não reparar na grandeza de Deus?”

Andamos tão apressados, tão atarefados que nem valorizamos aquilo que Deus prepara para nós todos os dias. Abre os olhos… e crê!