Segredo da felicidade?

Numa conversa de trabalho que tive esta semana, alguém se queixava da dificuldade em agradar aos pacientes. Num caso recente, uma senhora fizera um trabalho extenso e caro, saiu satisfeita do consultório, para uns dias mais tarde vir reclamar por não gostar da cor dos dentes. Queria-os mais brancos! Ainda que ficássem completamente diferentes dos restantes. Era um problema difícil de gerir. A solução proposta por essa pessoa era dar aos pacientes exactamente aquilo que eles pedem, por muito estranho ou “errado” que pareça ao médico. Assim, depois não podem reclamar.

Fiquei a pensar no assunto. Até que ponto é que essa proposta era válida, ou a chave para o sucesso? Se, por um lado, devemos ir ao encontro das expectativas dos pacientes; por outro, cabe-nos trazer a sensibilidade profissional para a tomada de decisões de modo a efectivamente proporcionar o melhor tratamento possível a cada indivíduo. E, nem sempre o que o doente quer é o melhor para ele.

Dar ao outro o que ele quer não é a fórmula da felicidade. Todos os pais sabem disso. Os amigos sabem. Os amantes. Essa ânsia de constantemente agradar o outro anulando-se a si mesmo resulta em auto-estimas esmagadas, ódios reprimidos, queixas silenciadas. Um conflito eminente que não traz felicidade.

Quem recebe, não fica melhor. O vazio interior não é saciado com os constantes “sim”. A insatisfação, a incapacidade de apreciar o outro ou o prazer de atingir as metas, a indiferença, escavam um fosso cada vez maior na realização pessoal.

Dou graças a Deus, por Ele não me dá tudo o que eu quero. Não espero isso dEle. Esse deus não me serviria. Não evitaria os meus desastres. As frustrações. Quero um Deus que aja como um Pai, sabendo o que é melhor para os seus filhos. Restringindo. Avisando. Disciplinando. Negando. Elogiando. Surpreendendo. Compreendendo. Dirigindo. Até à maturidade.

O caminho da felicidade não se faz com o que eu quero, mas com o que eu preciso. O que eu quero nem sempre é o melhor. Mas, Deus, que me dá o que eu preciso, sabe fazer-me feliz. 🙂

Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s