Jesus, Rei dos reis :: Devocional

6.Dezembro :: Jesus, Rei dos reis

“[Salmo para Salomão] O Deus, dá ao rei os teus juízos, e a tua justiça ao filho do rei.
Ele julgará ao teu povo com justiça, e aos teus pobres com juízo.
Os montes trarão paz ao povo, e os outeiros, justiça.
Julgará os aflitos do povo, salvará os filhos do necessitado, e quebrantará o opressor.
Temer-te-ão enquanto durarem o sol e a lua, de geração em geração.
Ele descerá como chuva sobre a erva ceifada, como os chuveiros que umedecem a terra.
Nos seus dias florescerá o justo, e abundância de paz haverá enquanto durar a lua.
Dominará de mar a mar, e desde o rio até às extremidades da terra.
Aqueles que habitam no deserto se inclinarão ante ele, e os seus inimigos lamberão o pó.
Os reis de Társis e das ilhas trarão presentes; os reis de Sabá e de Seba oferecerão dons.
E todos os reis se prostrarão perante ele; todas as nações o servirão.
Porque ele livrará ao necessitado quando clamar, como também ao aflito e ao que não tem quem o ajude.
Compadecer-se-á do pobre e do aflito, e salvará as almas dos necessitados.
Libertará as suas almas do engano e da violência, e precioso será o seu sangue aos olhos dele.
E viverá, e se lhe dará do ouro de Sabá; e continuamente se fará por ele oração; e todos os dias o bendirão.
Haverá um punhado de trigo na terra sobre as cabeças dos montes; o seu fruto se moverá como o Líbano, e os da cidade florescerão como a erva da terra.
O seu nome permanecerá eternamente; o seu nome se irá propagando de pais a filhos enquanto o sol durar, e os homens serão abençoados nele; todas as nações lhe chamarão bem-aventurado.
Bendito seja o SENHOR Deus, o Deus de Israel, que só ele faz maravilhas.
E bendito seja para sempre o seu nome glorioso; e encha-se toda a terra da sua glória. Amém e Amém.
Aqui acabam as orações de Davi, filho de Jessé.”
(Salmo 72)

O rei Davi, um homem segundo o coração de Deus, olha para o futuro no final da sua vida, e abençoa o seu filho Salomão, que havia de o suceder no trono. A sua visão do futuro, no entanto, vai muito além do reinado de Salomão, e, pela fé, alcança um descendente grandioso, cujo reino é eterno, Jesus Cristo!

O reinado que Davi antevê pela fé é um reinado de justiça, paz, domínio soberano sobre todas as nações, livramento, reverência, salvação, prosperidade, benção e glória! Um mundo perfeito governado por um Rei perfeito – o Rei dos reis. Perante este Rei todos os reis da terra se prostrarão.

Não vemos o mundo assim, ainda. Mas, houve no nascimento de Cristo, um prenuncio do cumprimento desta profecia.

“E, tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém,
Dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo.
E o rei Herodes, ouvindo isto, perturbou-se, e toda Jerusalém com ele.
E, congregados todos os príncipes dos sacerdotes, e os escribas do povo, perguntou-lhes onde havia de nascer o Cristo.
E eles lhe disseram: Em Belém de Judéia; porque assim está escrito pelo profeta:
E tu, Belém, terra de Judá, De modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; Porque de ti sairá o Guia Que há de apascentar o meu povo de Israel.
Então Herodes, chamando secretamente os magos, inquiriu exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera.
E, enviando-os a Belém, disse: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino e, quando o achardes, participai-mo, para que também eu vá e o adore.
E, tendo eles ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela, que tinham visto no oriente, ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino.
E, vendo eles a estrela, regozijaram-se muito com grande alegria.
E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra.”
(Mateus 2:1-11)

Quando nasceu, Jesus provocou toda a espécie de reacções. Herodes perdeu a cabeça e agiu furiosamente tentando matá-lo. Mas, outros, os magos, ou sábios do oriente, percorreram grande distância, com fé expectante, para adorar um menino que reconheciam como Rei. Trouxeram-lhe ouro, incenso e mirra, afirmando a Sua realeza e divindade, bem como, a redenção que o Seu reinado havia de trazer aos Homens. Era Ele o cumprimento da visão de Davi.

A atitude voluntária dos magos não é mais do que as primícias do que acontecerá um dia quando o Rei dos reis, e Senhor dos senhores, estabelecer o Seu reino de justiça e paz. E, tu? Já O reconheceste como Rei na tua vida?

Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s