Jesus, a videira verdadeira

Até onde vai o alcance de uma benção? A pergunta pode parecer estranha, mas, tem a intenção de nos fazer reflectir sobre a infalibilidade das promessas de Deus. Quando Jacó, já velho, reuniu os filhos em torno do seu leito para os abençoar, aconteceram coisas surpreendentes. Logo à partida, o filho primogénito não recebeu a benção maior e recebeu reprimenda. O segundo e terceiro foram também repreendidos. As palavras e a herança mais doce foi para José – o que não surpreende – e para Judá.

Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de teus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão.

Judá é um leãozinho, da presa subiste, filho meu; encurva-se, e deita-se como um leão, e como um leão velho; quem o despertará?

O ceptro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló; e a ele se congregarão os povos.

Ele amarrará o seu jumentinho à vide, e o filho da sua jumenta à cepa mais excelente; ele lavará a sua roupa no vinho, e a sua capa em sangue de uvas.

Os olhos serão vermelhos de vinho, e os dentes brancos de leite. (Gênesis 49:8-12)

Judá teria um papel fundamental no governo da futura nação. Davi era descendente de Judá. E, mais importante do que Davi, Jesus, o Rei Eterno, o que tem o ceptro para sempre. Até que venha Siló, os olhos do velho Jacó viam muito além do seu filho Judá. Ele lembrava-se das promessas que Deus tinha feito ao seu avô, Abraão, ao seu pai, Isaque, e a ele mesmo. Deus não falharia. O Messias viria um dia.

Por causa d’Ele, Judá podia descansar junto à videira. A sua prosperidade estava enraizada na videira. O seu vigor vinha da seiva de vida da vide excelente. O seu fruto estava seguro na cepa que não pode ser abalada.

Anos mais tarde, preparando os discípulos para dias difíceis, Jesus declara-lhes abertamente:

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.

Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado.

Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.

Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem. (João 15:1-6)

A benção de Jacó cumpria-se. Siló chegara. O ceptro não sairia das suas mãos. E n’Ele seria achada a vida. Todas as promessas de prosperidade, de benção, de crescimento, de descanso encontram o seu fim (e início) em Jesus. Somente ligado a Ele poderás viver e dar fruto.

Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s