Jesus, o Ungido de Deus

15.Dezembro :: Jesus, o Ungido de Deus

Há 6.000 anos que nos debatemos com os mesmos problemas. Invejas. Cobiças. Violência. Corrupção. Mentira. Roubo. Imoralidade. Injustiça.

Já tentámos todas as estratégias. Religiões, muitas. Políticas, q.b.. Guerras, demais. Continuamos sem soluções.

De tempos a tempos levanta-se uma voz que parece trazer esperança. Como Hitler na Alemanha do pós-guerra. Novas ideias. Diferentes soluções. Renovado entusiasmo. Mas, o nosso melhor logo se torna o nosso pior. Como Hitler, causador da 2ª Grande Guerra.

Há uma promessa antiga que ecoa pelos séculos:

Porque brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.
E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.
E deleitar-se-á no temor do Senhor; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos.
Mas julgará com justiça aos pobres, e repreenderá com equidade aos mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio,
E a justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade o cinto dos seus rins.
Isaías 11:1-5

Um rebento novo. Diferente. Melhor. Revestido de um Espírito mais nobre, sábio, justo, e generoso. Um Renovo que manifestará o carácter Santo de Deus.

Certo dia, Jesus desce ao rio Jordão onde João Baptista pregava o arrependimento, e baptizava. Sendo reconhecido apressa-se a dizer que quer ser baptizado. Apesar da relutância de João – que não vê razão para que o Justo tome parte no baptismo do arrependimento de pecados – Jesus desce às águas. Quando emerge, o céu abre-se e o Espírito de Deus desce sobre ele.

E, sendo Jesus baptizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.
E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.
Mateus 3:16-17

Tempos mais tarde, Jesus entra na sinagoga e levantou-se para ler.

E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler.
E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito:
O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração,
A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor.
E, cerrando o livro, e tornando-o a dar ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele.
Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.
Lucas 4:16-21

O Renovo finalmente chegara. E com ele, a esperança de toda a humanidade.

O texto que Jesus leu é do livro do profeta Isaías. Está no capítulo 61. Naquele dia Jesus não leu tudo. Ele parou antes do fim do texto. Fez isso propositadamente. O que vinha de seguida era: “o dia da vingança do nosso Deus”. Esse dia ainda não chegou, mas não tarda.

Este é o “ano aceitável do Senhor”. Jesus veio “buscar e salvar o perdido.” Não fujas mais.

Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s