Leitura recomendada: João 1:1-13

Deus connosco, a promessa cumpriu-se
Ei-lo, aquele que os profetas ansiavam ver
Na escuridão uma luz brilhante
Aos famintos a palavra da vida
O seu reino está perto
Para aqueles com ouvidos para ouvir

Prepara-lhe lugar
Prepara-lhe lugar
Deixa o Rei da glória entrar

(Tradução de “Prepare Him room”, Sovereign Grace Music, sabe mais aqui)

Primeiro, a glória do Messias na eternidade. A bondade que traz aos homens. O profeta que prepara o caminho da sua chegada. O assombro da ideia que Deus possa visitar-nos. João enche-nos de esperança e expectativa.

Depois, o escândalo. O Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz não foi recebido com a alegria própria de um Messias. Foi desconsiderado, ignorado, rejeitado. A esperança dá lugar ao aperto do coração. E, agora? Deus falhou? Quem nos salvará?

A missão divina não depende nem é afectada por vontades humanas. Somos filhos da desobediência, filhos da ira, temos por pai ao diabo e estamos mortos em delitos e pecados. Separados da glória do Santo, o nosso maior desejo é a morte de Deus. Mudamos a sua glória em semelhança de coisas corruptíveis. Fabricamos deuses segundo o nosso coração. Naquilo que nos diz respeito, não necessitamos de um Salvador.

Mas, Deus ama-nos . É dele a iniciativa de nos buscar, salvar e reconciliar consigo mesmo. É Ele quem avança para desfazer as trevas. É Ele quem faz o sacrifício que satisfaz a justiça. É dele o poder que nos traz de volta à vida. Naquilo que lhe diz respeito, a missão não falhará.

A oposição dos homens não deteve o Emanuel, Deus connosco. Como poderia? Ele veio para salvar o seu povo dos seus pecados e cumprir a obra até ao final. Viveu uma vida perfeita e sem pecado. Obedeceu em tudo ao Pai. Amou-nos até ao fim, para que, pelas suas feridas fossemos sarados.

“Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos.
Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si.” (Isaías 53:10,11)

O seu reino está perto. Prepara-lhe lugar. Pois, a todos quantos o receberam Ele deu o dom da vida eterna e o serem feitos filhos de Deus.