Retrato religioso global

Depois do retrato religioso português que analisamos anteriormente aqui, recebo um boletim com notícias globais. O Religion Today é um feed de notícias sobre religião compilado pelo grupo Crosswalk. No boletim de hoje, 3 notícias chamaram a minha atenção:

1. Nova tradução da Bíblia em Inglês omite “Jesus Cristo” e “Apóstolo”

Uma nova tradução da Bíblia para o Inglês não contém o nome “Jesus Cristo” ou “anjo”, e prefere o termo “emissário” a “apóstolo”. A Voz, que substitui “Jesus Cristo” por termos como “Jesus o Ungido”, foi publicada no mês passado pela Thomas Nelson Publishing. O editor do projecto, Frank Couch, disse que o propósito da A Voz é tornar a Bíblia mais fácil de entender para as audiências modernas. “A Voz não reclama ser mais rigorosa do que qualquer outra tradução, mas, procura ser mais facilmente entendida do que qualquer outra.”, disse. “A Escritura é apresentada não como um documento académico, mas como uma história cativante.”

2. Mundo em silêncio enquanto na Arábia Saudita se procura “destruir” todas as igrejas

O Grande Mufti do Reino da Arábia Saudita declarou que “é necessário destruir todas as igrejas (entenda-se, cristãs) na Península Árabe”. Cliff May,  presidente da Fundação para a Defesa das Democracias, questiona-se acerca do silêncio mediático de tal incitamento e perseguição movida contra os cristãos, supondo que o receio de promover uma certa islamofobia pode estar na base desse ignorar de tão preocupantes notícias.

NOTA: Infelizmente a perseguição aos cristãos continua a ser uma realidade em muitos lugares do mundo, facto que se tem agudizado com as crescentes tensões religiosas/militares/terroristas a que vimos a assistir.

3. Ateus exigem que as Cruzes do Campo Militar dos Marines em Pendleton sejam removidas

A Associação Militar de Ateus e Pensadores Livres ameaçou com um processo judicial se as 13 cruzes no cimo de uma colina na base militar de Pendleton não forem removidas. A sua argumentação baseia-se na separação entre a Igreja e o Estado que estará a ser violada pela presença das cruzes que foram ali colocadas por sete militares em sinal de luto pelos companheiros mortos em combate.

Analiso estas três notícias como um bom retrato global sobre os desafios à fé cristã neste início de século. Três estratégias parecem delinear-se claramente diante dos nossos olhos com a finalidade de exterminar a fé cristã do mundo.

  1. Descredibilizar e apagar da História a Pessoa, Personalidade, e Obra de Jesus Cristo.
  2. Perseguir a Igreja, forçando-a à clandestinidade.
  3. Impedir manifestações públicas de fé, com o argumento de que isso colide com a liberdade de outros – será que o contrário também não é verdade? – empurrando para fora do espaço público, social, cultural qualquer testemunho acerca de Deus e Jesus Cristo.

Nenhuma destas coisas nos surpreende. O Senhor avisa-nos acerca delas. (2Tm.3:1) Mas, devemos estar vigilantes e preparados para os desafios crescentes a que a nossa fé será submetida. Tu, estás pronto?

O dia da angústia :: Devocional

9.Maio :: Provérbios 24:10

A crise económica e financeira global em que o mundo mergulhou em 2008 revelou algumas surpresas. Uma delas foi a Islândia, país colocado nos lugares cimeiros do Índice de Desenvolvimento Humano da ONU – ficou mesmo em 1º lugar em 2007 -, e dado como exemplo de uma das nações mais prósperas do planeta. Com o abalo do sistema financeiro muitos bancos islandeses entraram em colapso arrastando consigo a economia do país a uma situação de bancarrota. Foi necessário pedir ajuda externa a entidades como o FMI para garantir o futuro da nação.

Se meses antes alguém vaticinasse este futuro para a Islândia provavelmente ninguém lhe daria crédito. Muito menos os islandeses, habituados que estavam a um estilo de vida bastante confortável, mas, muito acima das suas reais capacidades.

Tal como Jesus ensinou há 2000 anos atrás, o que importa não é a espectacularidade das nossas construções. A parte mais vital é aquela que não se vê: os alicerces. É no momento da prova, das dificuldades, da angústia, que se vê quem é forte e quem não é. (Mt.7:24-27)

  1. Consideras importante ser colocado à prova? Porquê?
  2. Qual é o mais importante alicerce da tua vida? Responde com sinceridade.
  3. Considerando o ensino de Jesus, há alguma coisa que deva mudar no modo como constróis a tua vida?

Metamorfose :: Devocional

29.Abr :: Provérbios 22:17-21

Antes que uma borboleta possa mostrar todo o esplendor das suas cores passa por uma fase de crisálida durante a qual ocorre um magnífico processo de metamorfose. A pequena lagarta que constrói um casulo sobre si mesma emerge algum tempo depois como animal exuberante. O estágio de crisálida é o único durante o desenvolvimento da boboleta em que elas pouco ou nada se mexem. A Natureza faz todo o trabalho. O seu processo de crescimento ocorre incógnito e automaticamente.

Muitas pessoas pensam que as mudanças nas suas vidas ocorrem mais ou menos pelo mesmo processo. Um dia deitam-se e quando despertam no dia seguinte são novas pessoas como se durante o sono acontecesse milagrosamente uma metamorfose. Deus ensina um processo diferente:

  • Inclina o teu ouvido
  • Aplica o teu coração
  • Guarda no teu íntimo
  • Confia no Senhor

As coisas excelentes de Deus não podem ser alcançadas por acidente ou sem esforço. Não é uma questão de as ganharmos ou merecermos – isso nenhum Homem logrará – mas, uma questão de as buscarmos intensamente e sermos sérios no nosso compromisso com Deus.

  1. Qual tem sido o teu crescimento desde que conheceste a Cristo?
  2. Reflete acerca do lugar da acção sobrenatural de Deus na tua transformação e o lugar das tuas responsabilidades. Qual é o ponto de equilíbrio?
  3. A nossa santificação é um processo de paixão. Chegaremos tão longe quanto o desejarmos. Avalia honestamente perante Deus quanto tens desejado que Ele transforme a tua vida. Ora por um maior querer e uma maior capacidade de efectuar. (Fp. 2:12-13)

Vidas exigentes :: Devocional

25.Abr :: Provérbios 21:5

Vivemos tempos exigentes. A famosa crise impõe sobre nós um peso de ansiedade, dificuldades e desesperança que tolhem o nosso futuro. Tempos exigentes clamam por vidas exigentes.

O texto de hoje fala de dois tipos de pessoas que aparentemente são parecidas, mas cujo fim é bem diferente. O diligente é definido no dicionário como aquele que trabalha com gosto e dedicação, rápido de raciocínio, agencioso, activo, dedicado, trabalhador, e zeloso. O fruto da sua determinação é a abundância.

O apressado é definido como aquele que tem pressa, mas, age precipitadamente. O seu fim é a ruína. O lema do apressado é a “Lei do menor esforço”. A sua técnica a do “desenrascanço”. Mas, a sua incapacidade para a perseverança, o esforço e dedicação nunca o conduzirão ao fim desejado.

  1. Deus ensina-nos quais os princípios de vida válidos para uma verdadeira experiência de felicidade. Em qual destas duas figuras te revês?
  2. A sociedade pós-moderna em que vivemos faz o culto do Eu, da Imagem, e do Imediato. De que maneira tens sentido essa pressão na tua vida?
  3. O caminho que Deus propõe é bastante mais exigente, mas produz efeitos de longo prazo. Quais os principais benefícios de seguir o conselho de Deus?

O valor dos actos :: Devocional

15.Abr :: Provérbios 20:11

Em tempos idos, os actores no Teatro eram normalmente todos homens. Assim, sempre que era necessário apresentar uma personagem feminina, um homem disfarçava-se. Vestia um vestido, punha uma cabeleira, maquilhava-se e modelava a voz para soar mais feminina. Aos olhos de todos criava-se a ilusão de se tratar de uma mulher. O actor, no entanto, não deixava de ser homem.

Habituamo-nos desde crianças a colocar máscaras. Queremos projectar uma imagem para os outros que nem sempre corresponde àquilo que verdadeiramente somos. Algumas pessoas tornam-se peritas nessa arte da ilusão. Mas… as acções sempre revelam a verdadeira natureza do Homem. Podemos ser hábeis em enganar os outros mas, há sempre um tempo em que a máscara cai.

Disse Jesus: “pelos seus frutos os conhecereis.” (Mateus 7:20 )

  1. Qual é o grau de honestidade da imagem que projectas para os outros?
  2. O que podes fazer para que a tua imagem se torne mais genuína?
  3. Temos um ditado popular que diz que “a boca fala daquilo que o coração está cheio”. Como é que isto se aplica ao assunto de hoje?