O gemido da criação

“Morta à facada pelo enteado”

“Jovem de 15 anos encontrada despida e esfaqueada”

“Deu-me com a arma e meteu-me na carrinha”

“É um aviso, se fores a tribunal matamos-te”

“Quis incendiar casa com a família dentro”

“Atingiu o genro com tiro de caçadeira”

“Casal de traficantes com armas brancas”

Estes são alguns dos títulos do JN de hoje. Aponta-se facilmente a crise económica como o maior problema do mundo, mas ao ler notícias com estas percebemos que a realidade é outra. A maior crise é de valores, é moral, é espiritual. Este mundo sem Deus está a tornar-se um lugar insuportável, até para aqueles que não conhecem o Senhor. Ouve-se falar de violência – física, psicológica, emocional – um pouco por toda a parte.

“Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.” (Rm.8:22)

A criação geme. Onde o pecado abunda a criação clama por salvação. Há uma observação interessante no relato da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra. “Porque o seu clamor tem aumentado diante da face do SENHOR, e o SENHOR nos enviou a destruí-lo.” (Gn.19:13) O clamor daquelas cidades impertinentes subiu perante Deus. Mergulhado em pecado, violência e imoralidade, embora aparentando felicidade, o povo daquelas cidades levantava um grito silencioso por libertação. O pecado não satisfaz ninguém. Cria ilusões e dá prazeres momentâneos, mas escava um vazio insustentável dentro do Homem. Um vazio que nada – nem mesmo mais pecado – pode preencher. A tragédia deles é também a que enfrentamos hoje – é que apesar de clamarem não querem dar ouvidos à Verdade, nem acolher o caminho salvador que Deus propõe.

Mas, havia um homem diferente. “O justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis, (Porque este justo, habitando entre eles, afligia todos os dias a sua alma justa, vendo e ouvindo sobre as suas obras injustas);” (2Pd.2:7-8) Ló afligia a sua alma com o pecado dos seus vizinhos. No entanto, convivia tolerantemente com ele. Esse é o problema! Ló foi salvo por causa da sua fé, mas não conseguiu sequer salvar a sua família porque não foi capaz de manifestar o caminho da Verdade. Os próprios filhos riram dele quando ele disse que deviam fugir porque Deus ia destruir a cidade.

Uma fé escondida é inconsequente! Fomos chamados a ser sal e a ser luz. Isso implica intervenção, acção. Podes pensar que o mundo não quer saber. Que não vale a pena. Estás enganado!

“Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus” (Rm.8:19)

O que vais fazer da tua responsabilidade?

Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s