Como Zaqueu

A história de Zaqueu (Lucas 19:1-10) é ensinada às crianças na Escola Dominical por causa da sua simplicidade e também, porque não admiti-lo, pelo seu quê de cómico. Imaginar um homem de referência na sociedade, rico, empertigado, a empoleirar-se numa árvore é no mínimo caricato e inesperado. Mas, este episódio não pretende entreter-nos. Com ele aprendemos muitas coisas acerca do Homem, de Deus, e de como chegar a Ele.

Do Homem aprendemos que na maioria das vezes se move por interesses e paixões. A sua vontade é volátil e o seu foco está na multidão. Estar com a multidão não significa estar perto da verdade. A multidão é amorfa e reage com indiferença às necessidades individuais.

De Deus aprendemos que não busca a aprovação das multidões. O Seu foco está no indivíduo, nas suas necessidades reais e não na “benção-espectáculo”. Ele conhece a cada um pelo nome e busca cada um individualmente.

Com Zaqueu, um homem declaradamente pecador – era desonesto e ladrão – aprendemos o caminho para a salvação.

  1. Reconhecimento do Pecado. Zaqueu queria ver a Jesus. Apesar da vida luxuosa de que desfrutava, a sua alma estava insatisfeita. Ao ouvir falar de Jesus, um interesse incontrolável se apoderou dele. Precisava vê-lo, para acalmar a consciência acusadora.
  2. Humilhação. Zaqueu expôs-se ao ridículo quando subiu àquela árvore diante de toda a gente. Essa era a prova do quanto ele desejava a Jesus. Enquanto deixarmos que outras coisas sejam mais importantes para nós do que Deus nunca chegaremos a Ele.
  3. Aceitação. Perante o convite de Jesus, Zaqueu quase caía da árvore abaixo. Contra todos os que se riam dele ou murmuravam por ser pecador, ele saiu da sombra a assumiu a fé que tinha em Cristo. E recebeu-O em sua casa.
  4. Transformação de coração. A conversão de Zaqueu foi genuína e a prová-lo está a mudança de atitude perante o dinheiro – fruto de uma mudança interior. O seu amor ao dinheiro que o levava a pecar foi transferido para o Amor ao Senhor. O dinheiro, pelo qual ele se tinha esforçado toda a vida, já não interessava. Metade daria aos pobres. Cristo agora era o alvo de todos os afectos.
  5. Restituição. Muitas pessoas tinham sido afectadas pelo pecado de Zaqueu. Agora, tendo entrado no caminho da justiça, Zaqueu não podia descansar enquanto não reparasse os danos que causara. O nosso pecado causa impacto também na vida dos outros. O caminho da santificação conduz-nos à reparação dos danos.

 

És tu como Zaqueu?

.

_______________________________________

Como Zaqueu está arquivado em Pregações. (audio disponível)

Anúncios

Partilha os teus pensamentos:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s