Ao sinal das primeiras chuvas acontece um fenómeno interessante com a terra. De um dia para o outro tudo fica verde!  Hoje, no comboio, ao olhar pela janela, o ar pesado e cinzento imposto pelas nuvens e a chuva, contrastava solenemente com a frescura e vitalidade dos campos que, de repente, se vestiram de verde.

O rei David clamava por Deus e dizia: “Estendo para ti as minhas mãos; a minha alma tem sede de ti, como terra sedenta. (Selá.)” Salmos 143:6

Nos momentos de fraqueza e secura, busca a Deus, como uma terra seca procura a água. Busca a Sua Palavra até que Ele venha sobre ti como uma chuva suave que desperte, de novo, a vida que há em ti.

“Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” Oséias 6:3